A importância do contador no planejamento empresarial

contador

A contabilidade, frequentemente vista como uma mera ferramenta burocrática, é na verdade uma ciência poderosa que pode impulsionar negócios, prever problemas e planejar o futuro. O contador, como cientista da riqueza e da prosperidade, tem um papel crucial na gestão financeira de qualquer empresa. Te convido a rever alguns conceitos e detalhes que te apresentarão um novo universo do qual a contabilidade está totalmente inserida, mas a maioria dos empreendedores não tinham conhecimento dessa ferramenta imprescindível para o planejamento financeiro.

Informações Valiosas para Decisões

A contabilidade fornece informações valiosas que ajudam os empresários a entender os impactos de cada ação ou decisão. Com relatórios, análises de balanços e demonstrativos de resultados, os empresários podem tomar decisões assertivas, evitando “administrar no escuro”.

Redução de Riscos

O contador tem o domínio sobre os fatores críticos que oferecem riscos à estabilidade organizacional. Isso amplia as possibilidades de tornar um negócio bem-sucedido e reduz as chances de falhas financeiras.

Análise Financeira Detalhada

Empresários frequentemente têm perguntas como: “Qual o capital de giro necessário?”, “Até quanto posso me endividar?”, “Qual taxa de juros devo pagar?”. Um contador, com sua expertise, pode responder a essas questões e ajudar a traçar estratégias financeiras eficazes, e para isso as matérias primas são as demonstrações financeiras da empresa, notadamente o balanço patrimonial e demonstração de resultado de alguns períodos. O que vou lhes apresentar ao longo desse artigo de forma um pouco mais detalhada por meio dos seus componentes.

A parceria contador x empresário

Com todo esse verdadeiro arsenal à sua disposição, o contador não é apenas um prestador de serviços, responsável por “desenrolar” seu alvará, retirar uma licença, mas sim, um parceiro estratégico para o crescimento do negócio. Ele pode trabalhar em conjunto com administradores, gestores e líderes empresariais para garantir a eficácia máxima na gestão da empresa.

 

Elementos que compõem as demonstrações Contábeis

O Balanço Patrimonial

Imagine um momento feliz, em que você deseja capturar um instante marcante para recordar no futuro. O que você faria? Provavelmente, tiraria uma foto. Um balanço patrimonial da sua empresa, funciona de maneira semelhante. Ele é como uma “foto” que registra a situação financeira da entidade em um determinado momento. E nesse balanço, como uma balança, tem de um lato o Ativo e do outro lado o Passivo.

O Ativo

Representa tudo de bom que uma empresa possui, como dinheiro, clientes, estoques, imobilizados, marcas e patentes.

O Passivo

Mostra tudo o que a empresa deve, seja para alguém (fornecedores), a si própria (capital social) ou para os sócios (empréstimos dos sócios).

Riqueza própria da empresa

Além do ativo e passivo, as demonstrações contábeis também incluem o Patrimônio Líquido, que representa a verdadeira riqueza da empresa. É lá que ficam acumulados os lucros, prejuízos, reservas de lucros, bem como o capital social original que foi depositado quando a empresa iniciou as atividades, ou foi ampliado ao longo do tempo. O Patrimônio líquido é o item que equilibra esse balanço (ou essa balança entre ativo e passivo). Quando o ativo está maior, que o passivo, o patrimônio líquido é positivo, mas se o passivo estiver maior, esse patrimônio líquido seria negativo (e muito ruim por sinal, indicando que a empresa estaria tecnicamente quebrada, sem nenhuma riqueza gerada).

DRE (Demonstração do Resultado do Exercício)

Além das informações do balanço, as demonstrações financeiras da empresa possuem ainda outro componente importantíssimo a DRE. Ela é o elemento que mostra a margem de lucro bruta, indicando a diferença entre o valor de venda de um produto ou serviço e os custos associados, além da margem de lucro líquida (o que sobra efetivamente na venda ou serviço prestado, após o empreendedor ter pago custos, despesas, encargos financeiros e impostos, ou seja, o que realmente sobra como resultado final da atividade empresarial.

Nesse item facilmente pode ser identificado se a precificação dos produtos está correta, se a empresa está trabalhando abaixo do mínimo necessário para dar lucro ou se algum item está comprometendo o resultado financeiro, como juros, impostos, despesas excessivas ou ainda margens negativas ou insuficientes para cobrir todos os gastos da entidade.

Usuários das Demonstrações Contábeis

As demonstrações contábeis não são destinadas apenas aos proprietários ou gestores de uma empresa. Elas também são úteis para investidores, credores, governo e outros stakeholders que têm interesse na saúde financeira da empresa, e que buscam confiança e segurança nos negócios com essa empresa.

Desse modo, meu caro leitor, o contador, ao aplicar a ciência contábil em toda sua extensão, pode ser o guia que todo empresário precisa para navegar pelo complexo mundo financeiro. Se você é um empresário, é essencial reconhecer o valor da contabilidade e estabelecer uma relação de confiança com seu contador, fazer do contador seu conselheiro estratégico e buscar conhecer os números da sua empesa e o reflexo que suas ações gerenciais tem sobre o resultado, sustentabilidade e perenidade da sua empresa, e tudo isso você “enxerga” na contabilidade.

 

Ronaldo Dias Oliveira é Contador, Consultor Tributário, e escritor do Livro O Poder Oculto da Contabilidade e Empreendedorismo o Poder da Ação.

 

Compartilhe

NEWSLETTER

Se inscreva e fique informado

plugins premium WordPress