Empreender aos 50 anos: Capacitações, Oportunidades e Motivos para Abraçar essa Jornada de Sucesso

dicas para empreendedorismo após os 50 anos

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira com 50 anos ou mais era de aproximadamente 57,7 milhões de pessoas em 2020.

Esse número corresponde a cerca de 27,3% da população total do país.

Segundo as projeções do IBGE, a população brasileira com 50 anos ou mais deverá aumentar nos próximos 10 anos e precisam de um lugar no mercado de trabalho.

Uma das alternativas é empreender aos 50.

Nesse conteúdo vamos ver algumas dicas e possibilidades de empreendedorismo para essa faixa de idade que não para de crescer.

 

Como empreender após os 50 anos?

Existem várias oportunidades para empreender após os 50 anos, inclusive para pessoas com menos escolaridade. Há oportunidade para todos.

É importante ressaltar que qualquer empreendimento requer planejamento, pesquisa de mercado, investimento e dedicação. Além disso, é fundamental identificar uma ideia de negócio que esteja alinhada com seus interesses, competências e experiências.

Aqui estão algumas ideias:

Empreender na área de consultoria

Com anos de experiência e conhecimento em um determinado setor, muitas pessoas com mais de 50 anos optam por iniciar suas próprias empresas de consultoria.

Eles podem empreender aos 50 oferecendo consultoria em áreas como gestão, finanças, recursos humanos, marketing, entre outros, para ajudar outras empresas a alcançar o sucesso.

Negócios online

Com o crescimento do comércio eletrônico, muitas pessoas mais maduras estão aproveitando as oportunidades de vender produtos e serviços online. Pode ser a criação de uma loja virtual de um produto específico, a oferta de serviços freelance ou até mesmo a criação de conteúdo online, como blogs ou canais do YouTube.

Cuidadores e serviços de casa

Com o envelhecimento da população, a demanda por serviços de cuidados pessoais e assistência domiciliar está em alta. Pessoas com mais de 50 anos podem aproveitar essa demanda, oferecendo serviços de cuidado com idosos, acompanhamento em consultas médicas, serviços de limpeza residencial, jardinagem, entre outros.

Artesanato e habilidades manuais

Muitas pessoas têm habilidades artesanais ou manuais desenvolvidas ao longo dos anos. Isso pode incluir costura, tricô, marcenaria, joalheria, entre outros. Essas habilidades podem ser transformadas em negócios, vendendo produtos artesanais em mercados locais, lojas online ou mesmo dando aulas.

Turismo local

Pessoas com mais de 50 anos que possuem um amplo conhecimento de sua cidade ou região podem iniciar negócios de turismo local. Isso inclui passeios turísticos, guias especializados, roteiros temáticos ou até mesmo oferecer acomodações em sua própria casa através de plataformas de compartilhamento de hospedagem.

Quais são os motivos que levam uma pessoa a empreender?

Dois motivos levam as pessoas a empreender: por necessidade ou por paixão a determinado ramo de atividade.

Todavia existem diversos motivos que podem levar uma pessoa a empreender, além da necessidade ou paixão.

  1. Realização pessoal
  2. Autonomia e liberdade
  3. Oportunidades de mercado
  4. Independência financeira
  5. Impacto e mudança social
  6. Insatisfação com o trabalho tradicional
  7. Desafio pessoal e crescimento

É importante ressaltar que esses motivos podem variar de pessoa para pessoa. Além disso, um empreendedor muitas vezes pode ser motivado por uma combinação de vários desses fatores.

Quais são os fatores que favorecem o empreendedorismo aos 50?

A experiência profissional é o principal fator no favorecimento das atividades profissionais na idade madura.

Nos últimos 15 anos o número de trabalhadores com mais de 50 anos dobrou no Brasil. As informações são oficiais e obtidas por intermédio da RAIS – Relação Anual de Informações Sociais.

Os trabalhadores com mais de 50 anos ocupavam 12,6% das vagas em 2006 e em 2021 este número subiu para 19,1%.

Esses trabalhadores, além da experiência profissional, possuem outras competências como o networking em razão da rede de contatos construída ao longo dos anos, e a maioria deles tem um mercado maduro e nichado, o que favorece a busca por parcerias, cooperação e aprendizado com outros empreendedores do mercado.

A flexibilidade de tempo e o legado e a realização profissional são outros atributos.

Quais fatores favorecem a atitude empreendedora?

O principal fator que favorece a atitude empreendedora é a capacitação, mas as oportunidades e as razões pessoais também são importantes.

Há algumas capacitações recomendáveis para pessoas maduras que têm mais de 50 anos, principalmente em razão das mudanças sociais, culturais e tecnológicas:

Curso de empreendedorismo

Buscar conhecimentos relacionados à criação e gestão de negócios, como desenvolvimento de plano de negócios, estratégias de marketing, gestão financeira e liderança.

Cursos técnicos ou profissionalizantes

Investir em cursos voltados para áreas específicas, como gestão de projetos, administração, contabilidade, recursos humanos, entre outros, para adquirir habilidades essenciais para o empreendimento.

Atualização tecnológica

Buscar capacitações relacionadas à tecnologia, como marketing digital, e-commerce, mídias sociais, para acompanhar as tendências e utilizar ferramentas digitais a seu favor.

Desenvolvimento pessoal

Participar de cursos e programas que visem ao desenvolvimento de habilidades pessoais, como comunicação eficaz, negociação, inteligência emocional e resolução de problemas, a fim de se tornar um empreendedor mais completo.

Mentoria

Buscar orientação e apoio de pessoas com experiência empreendedora, que possam compartilhar conhecimentos, fornecer insights valiosos e auxiliar na tomada de decisões.

Compartilhe

NEWSLETTER

Se inscreva e fique informado

plugins premium WordPress