Nova Lista de Doenças Relacionadas com o Trabalho

lista de doenças

A Portaria GM/MS Nº 1.999, de 27 de novembro de 2023, trouxe atualizações significativas à lista de doenças que podem estar relacionadas ao trabalho.

Essa portaria modifica uma anterior de 2017, tornando-a mais abrangente e detalhada. Agora, profissionais da saúde têm melhores ferramentas para identificar doenças ligadas ao ambiente de trabalho e propor tratamentos adequados.

A Importância da Notificação Compulsória

A notificação compulsória de doenças é um aspecto crucial no controle de saúde pública. Essa prática envolve a comunicação imediata de casos suspeitos ou confirmados de certas doenças às autoridades de saúde, o que agora inclui a doença falciforme.

Diretrizes para notificação compulsória

A Portaria de Consolidação GM/MS N° 4, de 2017, juntamente com as atualizações da Portaria GM/MS Nº 217, de 1º de março de 2023, estabelece as diretrizes para a notificação compulsória. Essas normas são complementadas por resoluções estaduais, como as de Minas Gerais (SES MG Nº 8846 e 8948 de 2023), que detalham quais doenças e eventos devem ser notificados e como isso deve ser feito.

Quem deve notificar

Todos os profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, dentistas e até profissionais de áreas afins, como educação e segurança pública, são obrigados a notificar casos suspeitos ou confirmados de doenças listadas.

Benefícios do INSS

A nova lista permitirá também que pessoas em busca de benefícios de aposentadoria por invalidez possam ter renda maior, visto que os benefícios decorrentes de acidente do trabalho e de doenças ocupacionais são concedidos com valores maiores.

Doença Falciforme e sua Notificação

Especificamente, a doença falciforme, uma condição genética mais prevalente em pessoas negras, agora tem notificação obrigatória. Isso é um grande avanço, já que permite um acompanhamento mais efetivo dos casos, melhor entendimento da distribuição geográfica e impacto da doença e, consequentemente, políticas de saúde mais eficazes.

Tratamento da Doença Falciforme no SUS

O tratamento da doença falciforme é oferecido gratuitamente pelo SUS, e desde 2005 há uma política nacional voltada para o cuidado integral de pessoas com essa e outras hemoglobinopatias.

Conclusão

É essencial que os trabalhadores estejam atentos às suas condições de saúde e consultem profissionais de saúde ao suspeitar de doenças relacionadas ao trabalho. Da mesma forma, a inclusão da doença falciforme na lista de notificações compulsórias representa um progresso significativo na saúde pública brasileira.

Estejamos todos informados sobre essas mudanças para garantir a saúde e o bem-estar tanto no ambiente de trabalho quanto na vida pessoal.

Compartilhe

NEWSLETTER

Se inscreva e fique informado

plugins premium WordPress