Cuidado com o golpe: Falsários tentam enganar beneficiários do BPC

Recentemente, foi descoberto um novo golpe que tem como alvo os beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Segundo a denúncia, descoberta po um servidor do INSS no Estado do Rio de Janeiro, os golpistas enviam mensagens via SMS ou WhatsApp para idosos, informando que o benefício foi liberado, mesmo que eles não tenham solicitado. Em seguida, marcam um dia, hora e local para o recebimento do pagamento e, ao se encontrarem, apresentam um boleto para cobrança pelo “serviço”.

O esquema envolve intermediários que fazem o cadastro do idoso como beneficiário e se registram como procuradores. O BPC, que não exige perícia médica, só precisa que o idoso esteja inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, tenha 65 anos ou mais e comprove baixa renda. O golpe foi descoberto quando um idoso compareceu a um serviço de “socialização de informações” do Serviço Social do INSS em uma agência no Norte-Fluminense. Ele relatou ter recebido mensagens sobre a liberação do pagamento, junto com um boleto de cobrança.

Durante a investigação, o servidor descobriu que o cadastro do idoso no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) continha um e-mail e número de telefone desconhecidos pelo beneficiário. Foi constatado que vários procuradores foram cadastrados na mesma solicitação de BPC, indicando um esquema maior.

O BPC é destinado a idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência de qualquer idade, desde que comprovem baixa renda. O valor do benefício é de um salário mínimo federal, atualmente R$ 1.412,00. A investigação foi encaminhada à Polícia Federal, e os nomes e endereços envolvidos foram preservados por questões de segurança.

 

Outros golpes identificados

 

Além deste, o INSS identificou recentemente outros golpes envolvendo aposentados e pensionistas. Esses golpes usam engenharia social para obter dados pessoais dos segurados, usando como pretexto a Prova de Vida, que está suspensa até o final deste ano. Os golpistas entram em contato por carta, e-mail, telefonema, mensagem de celular ou até presencialmente, vestindo uniformes falsos do INSS. Eles pedem dados pessoais e fotos de documentos, alegando evitar um suposto “bloqueio no pagamento”.

 

Alerta do INSS

O INSS alerta para que nenhum dado pessoal ou documento seja fornecido a estranhos. O órgão não entra em contato por telefone para procedimentos de prova de vida nem envia links para biometria facial. Qualquer comunicação oficial do INSS é feita pelo portal Meu INSS (gov.br/meuinss) ou pelo aplicativo Meu INSS. O número de SMS utilizado pelo INSS para comunicação é 280-41 e nunca envia links. Para qualquer dúvida ou procedimento, os segurados devem usar os canais oficiais: o site ou aplicativo Meu INSS, ou ligar para o telefone 135.

plugins premium WordPress